Descrição: GAMA, Luiz, 1830-1882. Primeiras trovas burlescas / de Getulino [pseud.]. 2.ed. correcta e augmentada. Rio de Janeiro: Typ. de Pinheiro & Cia., 1861. 252 p. Obra rara. A primeira edição, também publicada sob o pseudônimo de Getulino, é de 1859. Esta 2.ed. inclui ao final alguns poemas de José Bonifácio, sob o título: "Poesias do Exm. Sr. Dr. J. Bonifácio d'Andrada e Silva", p.181-252. Luiz Gonzaga Pinto da Gama, precursor do abolicionismo no Brasil, nasceu na Bahia, de pai rico e mãe ex-escrava. Foi vendido como escravo por seu próprio pai, aos dez anos de idade, vindo para São Paulo. Depois de um certo tempo, conseguiu fugir, se alistou no exército e trabalhou como escrivão, sendo preso por suas idéias contrárias à política dominante. Apesar de ter uma vida muito atribulada, estudou Direito em São Paulo e conseguiu a libertação de mais de 500 escravos. Luiz Gama trabalhou como tipógrafo e escreveu artigos para diversos jornais paulistas. Fundou, com Angelo Agostini (1843-1910) e Sizenando Nabuco de Araújo (1842-1892), o jornal "O Diabo Coxo", primeiro periódico ilustrado de São Paulo, e foi escolhido patrono da Cadeira n° 15 da Academia Paulista de Letras. Este exemplar pertenceu ao poeta e jornalista Félix Pacheco, com seu ex-libris e uma dedicatória com autógrafo do poeta Alberto de Oliveira. Existe reedição de São Paulo: Martins Fontes, 2000.
Assuntos: Mário de Andrade
Coleção/Fonte: Biblioteca Mário de Andrade
Idioma: por

Visualizar


Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Busca avançada

Navegar

Minha conta